AveSui América Latina 2022   /   26-28 Abril
15-Out-2021 09:24 - Atualizado em 15/10/2021 14:46
Evento

Características nutricionais da proteína de insetos é foco de especialista em webinar no dia 27 de outubro

A apresentação será feita pelo diretor de Nutrição Animal da Nutrition Technologies, Rafael Hermes; a empresa atua no mercado internacional com a criação de insetos para produtos destinados à formulação de rações

O mercado de insetos para a produção de proteína destinada ao uso em formulações de ração para animais de criação tem se expandido fortemente. No cenário internacional, empresas têm investido neste modelo de negócio e desenvolvido produtos específicos, principalmente para dietas de aves e suínos. Este modelo começa a também crescer no Brasil e ganhar a atenção de grandes agroindústrias e empresas.

“O potencial de expansão é enorme, pois as farinhas de insetos, além de serem uma fonte proteica de alta digestibilidade, é um alimento natural para aves e suínos e também traz ingredientes funcionais com poderes antimicrobianos e antioxidantes”, destaca Rafael Hermes, diretor de Nutrição Animal da Nutrition Technologies, companhia que atua no mercado internacional com criação e desenvolvimento de produtos à base de proteína de insetos. “A indústria de insetos cresce a uma velocidade rápida, pois existe uma pressão da sociedade por produções mais sustentáveis, que reutilize os desperdícios da cadeia de alimentos e que pode trazer melhor bem-estar e saúde aos animais”, complementa o especialista.

Rafael Hermes será um dos palestrantes do webinar “O Futuro está na Proteína de Insetos”, organizado pela Universidade Online Oswaldo Gessulli (UOOG) no dia 27 de outubro, às 10 horas. Em sua apresentação, o especialista irá destacar o crescimento deste mercado, assim como características nutricionais da proteína de insetos e seus efeitos sob a performance produtiva dos animais.

BIOTECNOLOGIA DECISIVA

O uso de biotecnologia tem sido algo extremamente decisivo para a expansão das criações de insetos, assim como para estabelecer padrões de qualidade necessários à fabricação de rações. “Nossa fábrica aqui na Malásia já emprega processos biotecnológicos para aumentar a produção e poder usar um maior número de resíduos agroindustriais. O próprio processo de conversão alimentar por parte das larvas também é considerado um processo biotecnológico. Em nossa empresa, um terço da equipe de P&D tem formação em biotecnologia e está focada para melhorar a qualidade e produtividade de nossa indústria”, reforma Hermes.

INSCRIÇÕES PARA O WEBINAR

O webinar “O Futuro está na Proteína de Insetos” tem a participação ainda do presidente do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA), Ariovaldo Zani, e palestra do especialista em Nutrição Animal da Korin, Jorge Conrado.

Para participar do webinar no dia 27 de outubro, às 10 horas, basta se inscrever. O valor de investimento, programação e outros detalhes podem ser obtidos neste link: “O Futuro está na Proteína de Insetos”.

Redação
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade