AveSui América Latina 2022   /   26-28 Abril
28-Abr-2022 17:02 - Atualizado em 28/04/2022 17:40
AveSui América Latina

Encerrada ontem, AveSui consolida momento de retomada dos investimentos no agro

Com R$ 900 milhões em negócios gerados, forte presença de público, o evento demonstrou a disposição do setor em investir em novas tecnologias, modernização de estruturas e soluções nas mais diversas áreas

A AveSui América Latina 2022 cumpriu o seu papel. Em três dias, o evento gerou R$ 900 milhões em negócios, comprovando a sua vocação como um ambiente propício para encontros empresariais com foco em negociações e apresentação de novas tecnologias. O público que circulou pelos corredores da feira era formado principalmente por tomadores de decisão. Produtores de diversas partes do país e executivos com cargos-chave nas empresas, agroindústrias e cooperativas em que atuam.

O Congresso de Zootecnia de Precisão e os painéis do Seminário Técnico Científico de Aves e Suínos tiveram forte presença de público, tanto presencial quanto online. Foram cerca de 600 participantes, que acompanharam os debates sobre o uso de tecnologias digitais em sistemas de produção animal, nutrição e alternativas viáveis ao milho e soja, bem-estar animal e sustentabilidade, biogás e biosseguridade.

As cooperativas do agronegócio também se fizeram presentes no evento. Tanto no Quem é Quem: Maiores e Melhores Cooperativas Brasileiras de Aves e Suínos, premiação que abriu o evento e reuniu presidentes das principais cooperativas do país, quanto em grupos visitantes à feira.

Programação do último dia - Ontem (28/04), a Avesui América Latina teve pela manhã o Painel de Biogás. Coordenado pelo CIBiogás, as palestras envolveram as oportunidades e potencialidades da geração de energia a partir do biogás, principalmente em granjas de suínos. Foram apresentados cases e possibilidades futuras, inclusive transformando a geração dentro da propriedade em alternativa de renda.

Prêmio Jovem Pesquisador - Os dez finalistas do Prêmio Jovem Pesquisador, iniciativa do Instituto Oswaldo Gessulli (IOG), apresentaram de forma online os seus trabalhos científicos. Tendo como grande vencedor um estudo sobre uso da robótica em avicultura de corte. Todos os trabalhos selecionados estiveram ainda expostos na área da feira.

Biosseguridade - Fechando a programação técnica, um painel de biosseguridade, realizado com o apoio Adapar/Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Estado do Paraná (SEAB), debateu alguns temas centrais na área de sanidade em suinocultura. Um dos focos foi o de ações preventivas ao Sêneca Vírus, que causou grandes prejuízos a suinocultura brasileira há cerca de sete anos.

Redação
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade